Condições higiênico-sanitárias da carne bovina vendida em feiras livres de Natal, Rio Grande do Norte

24 de outubro de 2017

DOI: no prelo

Autores:
Catherine Teixeira de Carvalho
Cristiane Pinheiro de Sousa
Suzanne Raíssa Salvador Fernandes
Tayse Cristina Silva
Thuany Matias da Silva
Jefferson Romáryo Duarte da Luz

Resumo:
A carne bovina é um alimento importante para a nutrição humana, mas para usufruir dos seus benefícios, ele deve estar seguro do ponto de vista higiênico-sanitário, pois do contrário pode ocasionar infecções alimentares. Assim, este estudo teve como objetivo identificar as condições higiênico-sanitárias dos pontos de venda de carne bovina em feiras livres de Natal (RN), observando-se a concordância com a lei municipal que rege esse tipo de comércio. Trata-se de uma pesquisa do tipo descritiva, onde foi aplicado instrumento do tipo observacional, baseado no Decreto municipal 7676/05. Os resultados demonstraram que 67% das inadequações estão relacionadas ao quesito infraestrutura, seguido de 100% relacionado à higiene do manipulador, 39% de inadequação referente aos equipamentos, 28% aos utensílios, 88% à não utilização de uniforme adequado, 57% relativos ao hábito de gritar e espirrar durante a manipulação de alimentos, 52% relacionado ao uso de barba ou bigode, 76% pela não realização da desosa da carne. Somente 15% dos estabelecimentos possuía na carne o certificado de inspeção federal. Esses resultados sugerem a necessidade de estratégias educacionais para os manipuladores, para que sejam minimizados os riscos de transmissões de doenças relacionadas à carne bovina.
Palavras-chave: feira livre, carne bovina, qualidade sanitária.

Hygienic and sanitary conditions of beef sold at street markets in Natal, Brazil

Abstract:
Beef is an important food for human nutrition, but to enjoy its benefits, it must be safe from a hygienic-sanitary point of view, otherwise it can lead to foodborne diseases. This study aimed to identify the hygienic-sanitary conditions of beef sold in fairs of Natal, Brazil, observing its agreement with the municipal law that governs this type of trade. It’s a research of the descriptive type, where an instrument of the observational type based on Municipal Decree 7676/05 was applied for data collection. The results showed that 67% of the inadequacies are related to infrastructure, followed by 100% related to the hygiene of the food handlers, 39% related to equipments, 28% related to utensils, 88% did not wear appropriate uniforms, 57% had a habit of screaming and sneezing during food handling, 52% used a beard or mustache, 76% for not executing the deboning of meat. Only 15% of the establishments had in their meat the federal inspection certificate. These results suggest the need for educational strategies for the food handlers, in order to minimize the risks of transmission of diseases related to beef.
Keywords: street market, beef, sanitary quality.

Clique aqui para baixar este artigo na íntegra em PDF.

Download the PDF file .