Condições ergonômicas de unidades de alimentação e nutrição escolares sob mesma gestão

24 de outubro de 2017

DOI: no prelo

Autores:
Letícia Carvalho Nogueira Sandoval
Mônica Glória Neumann Spinelli

Resumo:
O sucesso de uma Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN) está fundamentado na interdependência entre sua infraestrutura, matéria-prima, mão de obra e métodos de trabalho, mas a qualidade das refeições está principalmente relacionada ao desempenho da mão de obra. Em função da influência das condições de trabalho sob a produtividade, surge a preocupação com a saúde dos colaboradores e a necessidade de adequação do ambiente de trabalho, por meio de estudos ergonômicos. O presente estudo objetivou avaliar e comparar as condições ergonômicas do serviço de alimentação e nutrição de diferentes escolas sob uma mesma gestão. Foram avaliadas 6 escolas do município de São Paulo (SP), com um total de 23 colaboradores participantes. A maioria dos colaboradores (74%) caracterizou o trabalho exercido como moderado. Apenas 8 (35%) relataram a presença de dores durante o serviço, sendo a dor nas pernas a mais relatada (34%). Quanto aos aspectos ergonômicos relacionados ao ambiente físico, a média de adequação foi de 66%. Diante dos resultados encontrados, observou-se um bom gerenciamento da terceirizada em todas as UANs, entretanto a adequação de 66% das condições ergonômicas dão margem para reavaliação das mesmas, para melhoria dos ambientes de trabalho.
Palavras-chave: alimentação, nutrição, refeições, ergonomia.

Ergonomic conditions of school food and nutrition units under the same management

Abstract:
The success of a Food and Nutrition Unit is based on the interdependence of its infrastructure, raw materials, labor and working methods, but the meal quality is mainly related to the performance of the workmanship. Due to the influence of working conditions on productivity, there is the concern for the health of employees and the need to adapt the working environment through ergonomic studies. This study aimed to evaluate and compare the ergonomic conditions of food and nutrition service from different schools under the same management. Six 6 schools of São Paulo were evaluated, with a total of 23 participating employees. Most of them (74%) described the work done as moderate. Only 8 (35%) reported the presence of pain during service, and leg pain was the most reported (34%). As for the ergonomic aspects related to the physical environment, the average suitability was 66%. Considering the results, there was a good management of outsourced company in all institutional food services, however, the adequacy of 66% of ergonomic conditions indicate room for improvement, to improve working conditions.
Keywords: feeding, nutrition, meals, ergonomics.

Clique aqui para baixar este artigo na íntegra em PDF.

Download the PDF file .